/Manifestantes protestam contra reforma da Previdência no Recife

Manifestantes protestam contra reforma da Previdência no Recife

Manifestantes se reuniram no Centro do Recife, durante um protesto contra a reforma da Previdência, nesta sexta-feira (22). De acordo com a Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), cerca de 15 mil pessoas participam do ato, que durou até por volta das 19h20. A Polícia Militar de Pernambuco não divulga estimativa de público de manifestações. (Veja vídeo acima)

O protesto começou por volta das 15h, com a concentração na Praça do Derby. Por volta das 17h15, os manifestantes saíram em caminhada em direção à Avenida Conde da Boa Vista e bloquearam os dois sentidos da Avenida Agamenon Magalhães.

Manifestante ironiza reforma da Previdência durante protesto no Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco PressManifestante ironiza reforma da Previdência durante protesto no Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Manifestante ironiza reforma da Previdência durante protesto no Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

De acordo com o presidente da CUT-PE, Paulo Rocha, o protesto faz parte de uma agenda nacional de manifestações contra a reforma da Previdência. Segundo ele, diversas categorias de trabalhadores participam do ato.

“A reforma é muito danosa que só quem ganha com ela é o setor bancário. Digo isso falando por meio de exemplos concretos, de países que implantaram esse tipo de Previdência e, hoje, estão desfazendo. É preciso acabar com os subsídios às empresas, cobrar suas dívidas, e assim, a Previdência solidária é completamente viável”, afirma o presidente da CUT-PE.

Protesto contra reforma da Previdência toma ruas no Centro do Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco PressProtesto contra reforma da Previdência toma ruas no Centro do Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Protesto contra reforma da Previdência toma ruas no Centro do Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Ao longo da caminhada, os dois sentidos da avenida Conde da Boa Vista foram bloqueados para a passagem dos manifestantes, de acordo com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU).

Segundo o órgão, os manifestantes seguiram até a Praça do Carmo, no Bairro de Santo Antônio, também no Centro da cidade. Lá, eles se dispersaram.

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, Henrique Gomes chama reforma da Previdência de 'nefasta' — Foto: Pedro Alves/G1Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, Henrique Gomes chama reforma da Previdência de 'nefasta' — Foto: Pedro Alves/G1

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, Henrique Gomes chama reforma da Previdência de ‘nefasta’ — Foto: Pedro Alves/G1

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, Henrique Gomes falou sobre a adesão da categoria na oposição à reforma da Previdência.

“Estamos todos mobilizados contra essa reforma nefasta, porque traz um prejuízo enorme a toda classe trabalhadora e à sociedade. O jovem não consegue mais se aposentar, o aposentado não consegue aumento, o trabalhador vai ter que trabalhar até morrer para morrer trabalhando”, afirma.

Professoras Ana Lúcia Azevedo e Katarina Lima se fantasiam para ironizar as propostas de mudanças na idade mínima para a aposentadoria — Foto: Pedro Alves/G1Professoras Ana Lúcia Azevedo e Katarina Lima se fantasiam para ironizar as propostas de mudanças na idade mínima para a aposentadoria — Foto: Pedro Alves/G1

Professoras Ana Lúcia Azevedo e Katarina Lima se fantasiam para ironizar as propostas de mudanças na idade mínima para a aposentadoria — Foto: Pedro Alves/G1

As professoras Ana Lúcia Azevedo e Katarina Lima foram ao protesto fantasiadas como idosa e caveira, respectivamente, ironizando as propostas de mudanças na idade mínima para a aposentadoria por tempo de contribuição.

“Nós viemos reivindicar nossos direitos, porque eles foram conquistados com muita luta. Chega um cara, do nada, e quer tirar aquilo que pouco temos. Professor não é só professor, ele é pai, mãe, psicólogo, assistente social. Além de tudo, nem de se aposentar vai ter direito”, afirma Katarina.

Trabalhando na rede estadual de educação, Ana Lúcia reclamou da estrutura dada aos profissionais de sua categoria. “A estrutura é muito deficiente. Os salários são baixos, mal temos um piloto para trabalhar. Além de tudo isso, vem a falta de segurança nas salas de aula”, diz Ana.

À noite, marcha dos manifestantes contra a reforma da Previdência fechou a avenida Conde da Boa Vista, no centro do Recife — Foto: Pedro Alves/G1À noite, marcha dos manifestantes contra a reforma da Previdência fechou a avenida Conde da Boa Vista, no centro do Recife — Foto: Pedro Alves/G1

À noite, marcha dos manifestantes contra a reforma da Previdência fechou a avenida Conde da Boa Vista, no centro do Recife — Foto: Pedro Alves/G1

Concentração do ato contra a reforma da Previdência aconteceu na Praça do Derby, na região central do Recife, no início da tarde — Foto: Pedro Alves/G1Concentração do ato contra a reforma da Previdência aconteceu na Praça do Derby, na região central do Recife, no início da tarde — Foto: Pedro Alves/G1

Concentração do ato contra a reforma da Previdência aconteceu na Praça do Derby, na região central do Recife, no início da tarde — Foto: Pedro Alves/G1