/Polícia prende suspeito de iniciar fogo que destruiu a Favela do Cimento, no entorno do Viaduto Bresser

Polícia prende suspeito de iniciar fogo que destruiu a Favela do Cimento, no entorno do Viaduto Bresser

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a prisão ocorreu na madrugada do domingo (24), horas após o início do incêndio. Ele teria ateado fogo em uma casa na noite de sábado (23), que se espalhou rapidamente. Com o homem foi apreendido um galão de plástico de vinte litros vazio.

Uma reintegração de posse estava prevista para a manhã seguinte. Os bombeiros conseguiram controlar as chamas às 22h, mas quase todos os barracos de madeira já tinham sido queimados.

Durante o combate ao incêndio, um homem foi resgatado com diversas queimaduras. Ele chegou a ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave no Hospital Salvalus, mas não resistiu. A vítima não estava com documentos e ainda não foi identificada.

Incêndio atinge favela no entorno do Viaduto Bresser  — Foto: Arquivo pessoalIncêndio atinge favela no entorno do Viaduto Bresser  — Foto: Arquivo pessoal

Incêndio atinge favela no entorno do Viaduto Bresser — Foto: Arquivo pessoal

Na manhã de domingo, a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana (GCM) acompanharam o cumprimento judicial de reintegração de posse da Favela do Cimento. A comunidade tem esse nome porque fica em frente a uma extinta fábrica de cimento.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, além das 70 famílias que moravam lá, mais 50 pessoas e 27 animais foram levados para os centros de acolhimento, onde receberam dormitório, alimentação, banho e atividades socioeducativas. Não há prazo limite para que os acolhidos deixem os centros.