/Análise: retorno de Liziero dá outra cara ao São Paulo, melhor time das quartas do Paulistão

Análise: retorno de Liziero dá outra cara ao São Paulo, melhor time das quartas do Paulistão

A evolução coletiva apresentada pelo São Paulo nos dois jogos contra o Ituano, nas quartas de final do Campeonato Paulista, está totalmente ligada ao retorno de Liziero ao time depois de dez jogos.

Recuperado de torção no tornozelo direito e de dores no púbis, o volante foi uma das novidades na vitória por 2 a 1 no Morumbi, no jogo de ida, e o autor do gol da vitória por 1 a 0, no jogo de volta. O São Paulo, aliás, é o único time nas semifinais que venceu os dois confrontos das quartas.

Formado nas categorias de base do Tricolor e promovido ao elenco profissional durante a disputa do Paulistão do ano passado, Liziero deu maior mobilidade ao meio de campo do São Paulo.

O volante virou o motor do time nos dois jogos contra o Ituano. Foi ele que deu maior mobilidade ao meio de campo e abriu caminho para o São Paulo ter mais velocidade na transição.

Liziero comemora o gol ao lado de Luan, seu companheiro desde a base do São Paulo — Foto: Marcos RibolliLiziero comemora o gol ao lado de Luan, seu companheiro desde a base do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Liziero comemora o gol ao lado de Luan, seu companheiro desde a base do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Vagner Mancini, técnico interino do São Paulo até a chegada de Cuca, marcada para 2 de abril, evitou falar individualmente dos jogadores após a classificação à semifinal do estadual, mas elogiou a atuação coletiva da equipe.

– Acho que esses (jovens) atletas acabaram entendendo o momento do São Paulo e aquilo que eu pedia como estilo de jogo. Eu achava que o São Paulo demorava muito na transição – disse Mancini.

Liziero, por sinal, pode ser peça fundamental para o esquema de Cuca. Principalmente depois que Hernanes estiver 100% (o Profeta se recupera de estiramento na coxa esquerda).




Liziero fala sobre a evolução do São Paulo nas quartas de final do Paulistão

Liziero fala sobre a evolução do São Paulo nas quartas de final do Paulistão

A tendência é que Liziero e Hernanes atuem lado a lado no meio de campo, fazendo o São Paulo girar para dar velocidade aos pontas, que muito provavelmente devem se Everton e Antony.

Mas pensando no próximo jogo, que é a semifinal do Paulistão, contra o Palmeiras, o time deve ser Liziero e mais dez. É esse o clima depois da evolução apresentada pelo Tricolor nas quartas de final.

Aliás, o São Paulo, que terminou a fase de classificação do estadual com a pior campanha entre as equipes que avançaram à fase final, é o melhor time das quartas de final. O único com 100%.