/DAlessandro vai processar jogadores da base do Grêmio por ofensas em redes sociais

DAlessandro vai processar jogadores da base do Grêmio por ofensas em redes sociais

D’Alessandro vai processar dois jogadores da base do Grêmio por postagens consideradas ofensivas a ele nas redes sociais durante o Gre-Nal da última quarta-feira, pela final do Campeonato Gaúcho. A informação foi confirmada ao GloboEsporte.com pelo advogado do jogador, Mateus Marques. Ele disse que vai apresentar uma queixa por difamação.

Os jogadores do Grêmio autores das postagens consideradas ofensivas são o goleiro Gabriel Chapecó e o zagueiro Ruan Tressoldi, ambos de 19 anos. Eles integram o chamado time de transição do Grêmio, o último estágio antes da equipe profissional.

D'Alessandro faz gestos para a torcida do Grêmio ao ser expulso no Gre-Nal — Foto:  Wesley Santos/Agência PressDigital D'Alessandro faz gestos para a torcida do Grêmio ao ser expulso no Gre-Nal — Foto:  Wesley Santos/Agência PressDigital

D’Alessandro faz gestos para a torcida do Grêmio ao ser expulso no Gre-Nal — Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital

Segundo prints que circulam na internet, Chapecó postou a seguinte mensagem no Twitter: “Não dá nem conta da mulher, vai dar conta do Rio Grande do Sul”, logo após D’Alessandro ser expulso por discutir com o quarto árbitro, Daniel Bins, durante o clássico. A postagem foi em resposta a uma mensagem de um torcedor que dizia que D’Alessandro “mandava” no Rio Grande do Sul.

Já Ruan escreveu a seguinte frase, também no Twitter, conforme os prints. “Blog para o D’Alessandro. Nem sabe que existem. Depois tão (sic) chorando em casa porque o personal tá deitado na cama com a mulher, ficam fazendo blog para homem”. A mensagem seria endereçada um blog mantido por fã ou fãs de D’Alessandro.

Os dois jogadores do Grêmio excluíram suas contas na rede social. Antes disso, Gabriel teria postado um pedido de retratação: “Peço desculpas a todos os torcedores que ficaram ofendidos com meu tweet sobre D’Alessandro. Acabei agindo no impulso e no calor do momento. Reconheço meu erro”, escreveu o goleiro.

Não é a primeira vez que D’Alessandro aciona a Justiça por ofensas na internet. Em agosto do ano passado, 11 pessoas foram iniciadas pela Polícia Civil por espalharem boatos envolvendo o jogador e sua família nas redes sociais. O argentino também fez uma queixa ao Conselho de Ética do Inter contra um conselheiro por supostos insultos a ele na web.