/Chuva causa alagamentos na Grande Vitória

Chuva causa alagamentos na Grande Vitória

A chuva que atinge a Grande Vitória durante a madrugada e manhã deste sábado (18) deixa ruas alagadas em Cariacica, Serra, Vila Velha e Vitória. Nos municípios atingidos, há registros de quedas de muros, barrancos, talude, abertura de buracos e alagamentos.

Na Serra, a Defesa Civil informou que caiu um muro sobre parte de uma residência, vários pontos de alagamento e o deslizamento de um talude, que atingiu uma residência no bairro Feu Rosa.

Em Cariacica, um muro caiu na Rua São Vicente, Sotema. Vários pontos de alagamento pelo município. Queda de muro atingindo parcialmente uma residência no bairro Alzira Ramos. E queda de muro no bairro Itapemirim.

Em Vila Velha foi registrado o deslizamentos de taludes, atingindo parte de residências nos bairros Alvorada e Chácara do Conde. Também foram registrados vários pontos de alagamento pelo município.

Em Vitória, o acúmulo de água abriu um buraco na parede de uma cada no Morro da Capixaba. Um desabamento deixou duas pessoas feridas, no bairro Novo Horizonte. Uma das vítimas foi levada para o hospital pelo resgate. Ainda foram registrados desabamento de muro, no bairro de Lourdes, e deslizamento de Talude, no bairro Jucutuquara.

A Polícia Rodoviária Federal no Espírito Santo, informou que a BR-101 está com pontos de alagamento. São eles:

– Entre o trevo da Ceasa e o posto PRF de Viana: dois pontos de alagamento interditam totalmente a pista de rolamento nos dois sentidos (norte e sul). Interdições totais também nos bairros Ribeira e Marcílio de Noronha.

– Em Cariacica: no bairro Nova Rosa da Penha, na Rodovia do Contorno, trecho alagado no sentido Serra x Cariacica;

– Serra: o KM 266, no bairro José de Anchieta, está completamente interditado;

A BR-262 tem trecho de interdição total em Viana, onde um deslizamento de terra bloqueia completamente a rodovia.

A Rodosol, concessionária da via, informou que a Terceira Ponte está interditada no sentido Vitória para Vila Velha, por causa do transbordamento do Canal de Vila Velha.

PA e Maternidade fechados

O Pronto Atendimento e a Maternidade do bairro Cobilândia, em Vila Velha, estão com as instalações alagadas, inclusive o centro cirúrgico. A Prefeitura de Vila Velha informou que as unidades estão sem condições de receber pacientes neste sábado (18).

“A direção do complexo está adotando as providências junto à Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) e Defesa Civil de Vila Velha, para transferência de pacientes – nenhum em estado grave – para o Pronto Atendimento da Glória. As gestantes devem ser removidas para a Maternidade Municipal de Cariacica – ainda aguardando vagas”, informou a prefeitura.

Por volta de 11h, os pacientes foram retirados das unidades pelo Exército. Dois caminhões da corporação fazem a remoção dos pacientes .

De acordo com a direção do hospital, 10 mulheres puérperas foram resgatadas e liberadas e bebês e pacientes do PA ainda devem ser transferidos ainda neste sábado. A água subiu muito rápido e pacientes foram para o segundo andar da unidade. Os atendimentos estão suspensos no local. A alimentação dos pacientes também foi transportada pelo exército.

Exército transfere pacientes de hospital alagado em Vila Velha, no ES  — Foto: Divulgação/ PMVVExército transfere pacientes de hospital alagado em Vila Velha, no ES  — Foto: Divulgação/ PMVV

Exército transfere pacientes de hospital alagado em Vila Velha, no ES — Foto: Divulgação/ PMVV

A Ceturb-ES informa que todas as linhas troncais, que ligam os terminais rodoviários, estão com dificuldade de operar. Veja a atualização sobre as operações dos terminais:

  • Os terminais Vila Velha e São Torquato estão alagadas e sem operação.
  • No Terminal de Itacibá, as linhas troncais não conseguem chegar e as linhas alimentadoras estão operando com dificuldade.
  • O Terminal de Jardim América está operando com atrasos.
  • No Terminal Carapina, linhas troncais também não estão conseguindo chegar.
  • Os demais terminais também enfrentam problemas com atrasos e algumas linhas estão prejudicadas.

Dentre as principais vias alagadas, por onde passam ônibus do Transcol, estão as avenidas Vitória, Maruipe, César Hilal, região da Vila Rubim, em Vitória; Luciano das Neves, Avenida Lindenberg, Centro de Vila Velha, várias ruas em Itapoã, Darly Santos e diversos bairros de Vila Vellha.

Há também pontos de interdição na BR 101 prejudicando coletivos que atendem os municípios de Cariacica e Serra e vários bairros alagados nesses municípios. Em Viana, a operação também está comprometida.

Temrinal de Vila Velha está sem operação após alagamento, no ES  — Foto: VC no ESTVTemrinal de Vila Velha está sem operação após alagamento, no ES  — Foto: VC no ESTV

Temrinal de Vila Velha está sem operação após alagamento, no ES — Foto: VC no ESTV

A Federação do Comércio no Espírito Santo (Fecomércio-ES) estima que a chuva intensa que atinge a Grande Vitória desde sexta-feira (17) provoque a redução do movimento das lojas. A perda do faturamento pode chegar a R$ 15 milhões, por dia, no setor de comércio e serviços.

Além da queda do faturamento, lojas ainda foram afetadas com inundações e perda de mercadorias e o prejuízo pode ser maior que o estimado.